Não sou adepta do elogio apressado a países estrangeiros e nem da crítica fácil ao Brasil. A reportagem poderia ser totalmente desqualificada se quiséssemos apontar questões como poder econômico, por exemplo. Mas ainda assim, o conhecimento desta prática mostrada na reportagem é importante pelo conteúdo que acrescenta a uma possível filosofia de educação do ser completo, do ser integral. E que pode ser praticada em circunstâncias mais simples e de baixo custo. É nisso que me debato em todos os programas, palestras, enfim, qualquer trabalho que realizo – o ser humano é mais do que uma cabeça pensante. É preciso, e possível, elevar a educação até o ponto de ebulição do ser inteiro, ser de relações, de operações da vida prática; ser que está no mundo por completo, por conta própria em pleno controle de sua vontade.

UM POUCO DAS ESCOLAS SUECAS.SÓ PARA VOCÊS TEREM UMA PEQUENA IDEIA DO ATRASO EDUCACIONAL BRASILEIRO.

Posted by Sizanga Africana on Monday, June 25, 2018